(31) 9 9769-1491
publicidade@jornaldogutierrez.com.br

NOME DA EMPRESA

Alagamentos na Av. Francisco Sá têm razão histórica

Processo de urbanização da região não considerou variáveis como crescimento comercial, imobiliário e do trânsito do Prado e Gutierrez

Por: Jornal Gutierrez No dia: Em: Bairro

As enchentes são frequentes na Avenida Francisco Sá e o problema se arrasta a cada administração pública municipal. Neste ano, em fevereiro, tivemos cenas trágicas, quando um verdadeiro rio se formou no local arrastando carros e pessoas.

E um dos principais motivos disso acontecer anualmente está na forma com que foi feita a canalização do Córrego dos Pintos - sobre o qual foi pavimentada a avenida, há mais de 50 anos - que não considerou as variáveis de crescimento urbano do local, que foi desordenado e meteórico.

Hoje, com excesso de prédios, construções comerciais e veículos, a avenida não consegue drenar a água em situações de fortes chuvas. Com o entupimento dos bueiros, a água que acumula nas estações subterrâneas torna impossível o necessário escoamento.

Imagem

A foto do início dos anos 40, no século passado, mostra o início da canalização deste córrego que fica hoje onde é a Avenida Francisco Sá, uma das mais importantes vias da Região Oeste e a principal do bairro.

Na maioria das vezes, essas avenidas tornavam-se o principal eixo de ligação entre as vias arteriais, responsáveis pela ligação centro-bairro e as vias locais. No caso do Córrego dos Pintos, a sua canalização facilitou a ocupação das suas vertentes, primeiramente a área compreendida entre o reservatório dos Pintos e a Avenida Francisco Sá.

Nas décadas seguintes, com o adensamento do bairro Gutierrez, a canalização foi estendida até as suas nascentes além da necessidade de ampliação das suas galerias até o ribeirão Arrudas. Ao mesmo tempo em que o córrego era canalizado, a Avenida Francisco Sá era estendida sobre ele, tornando-se a principal ligação entre o bairro Gutierrez e a área central.

Deixe seu comentário aqui: