(31) 9 9769-1491
publicidade@jornaldogutierrez.com.br

NOME DA EMPRESA

Bairro sustentável?

Para especialista, tendência é que metrópoles tenham cada vez mais “bairros-cidades”

Por: Jornal Gutierrez No dia: Em: Bairro

Hoje, muitos estudiosos buscam um modelo de planejamento urbano, mas o que se sabe é que não existe uma verdade a ser seguida. Atualmente, a sustentabilidade está em foco, e “cidades experimentais” têm surgido ao redor do mundo. Mas o que é uma cidade sustentável?

A sustentabilidade possui três pilares fundamentais: o econômico, o social e o ambiental. Em suma, a busca da sustentabilidade consiste no desenvolvimento econômico, envolvendo as pessoas através da inclusão social, e tudo isso com a responsabilidade ambiental de explorar os recursos naturais de forma consciente.

Uma cidade sustentável não é uma cidade ideal, mas sim uma cidade que busca ser ideal. A sustentabilidade está entre as iniciativas mais ousadas e as mais modestas. O que importa é o esforço e a soma de forças. O que parece complicado na verdade é simples. Uma cidade sustentável é uma cidade democrática, que combate a pobreza, tentando dar qualidade de vida para sua população sem prejudicar o meio ambiente em escalas massivas.  

Será que Belo Horizonte é uma cidade sustentável? Muitos diriam que não, mas sem dúvida aqueles que apenas criticam não contribuem com nada, pois o modelo não é simplesmente construído por governantes, mas fruto de uma busca coletiva.

O Jornal do Gutierrez e seus leitores, mesmo que despretensiosamente, são pessoas que colaboram para essa cidade sustentável. Pois, hoje, a tendência está voltada para o regionalismo, para o consciente coletivo, e é muito mais fácil organizar movimentos e mobilizar a vizinhança em um contexto em menor escala do que na imensa escala das grandes cidades.

O Arquiteto Urbanista Richard Rogers defende a ideia da criação de centralidades dentro das grandes cidades, que são regiões que comportam diversas atividades, como moradia, comércio, serviços e lazer. O Gutierrez tem se tornado essa referência, e é muito mais sustentável habitar um bairro que contemple suas ações cotidianas, pois assim se evita grandes deslocamentos, um dos maiores problemas das grandes cidades nos dias de hoje.

Agora, fica a pergunta, o Gutierrez é sustentável? Seguramente, para alguns sim, pois estes moram e trabalham no bairro, ou compram pão na padaria da esquina, ou levam seus filhos pra brincar na pracinha, se reúnem com os vizinhos no bar perto da sua casa, ou até mesmo ajudam a fortalecer o comércio local comprando nas lojas do bairro e usufruem de serviços de saúde e educação nas proximidades. Para quem gosta daqui e quer ver o bairro cada dia mais bacana, a dica que fica é que o esforço deve ser coletivo, mesmo que pensado de forma localizada.

Deixe seu comentário aqui: