(31) 9 9769-1491
publicidade@jornaldogutierrez.com.br

NOME DA EMPRESA

E-COMMERCE: Oportunidades e desafios para o pequeno empreendedor

Especialista esclarece mitos e fatos sobre o comércio eletrônico e dá detalhes sobre cuidados com o ambiente virtual

Por: Jornal Gutierrez No dia: Em: Geral

O comércio digital, também conhecido como E-Commerce ou comércio eletrônico, já é uma realidade no Brasil. Segundo dados levantados pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, no ano de 2018, as vendas a partir das plataformas digitais atingiram 79 bilhões de reais. Deste total, 30% representam a fatia correspondente ao trabalho realizado por micro e pequenas empresas.

Levando-se em conta que 99% dos empreendimentos brasileiros são de micro ou pequenos negócios, que respondem por 52% dos empregos com carteira assinada no Brasil, percebe-se a necessidade de um olhar mais atento por parte do empreendedor, principalmente para as potencialidades que o mundo digital pode oferecer ao sucesso de sua iniciativa.

Entenda

E-Coommerce nada mais é que um sistema de venda de produtos ou serviços, no qual o fluxo de informações é realizado por meio da Internet. Este sistema traz inúmeras vantagens quando comparado ao sistema de comércio desenvolvido na forma convencional.

A primeira está no baixo risco quanto ao retorno do investimento e redução dos custos operacionais. Negócios virtuais podem começar em instalações pequenas, com baixos estoques, o que evita assunção de dívidas e compromissos onerosos.

Economia

Por utilizarem a transmissão de dados para transmissão de sua proposta de trabalho, não há necessidade de investimentos em estrutura física para atendimento pessoal ao cliente, o que elimina os custos com montagem de lojas, pontos de venda, layout de de loja, etc.

A Segunda grande vantagem é a facilitação de acesso ao mercado, haja vista que a Internet permite, em determinados aspectos, que o micro empreendedor consiga apresentar seu produto ou serviço em iguais condições de competição que de grande rede de lojas, ganhando assim visibilidade a partir de um atendimento especializado.

Pense como exemplo que, a partir de uma plataforma digital, um pequeno empresário do ramo de moda instalado em um bairro de Belo Horizonte pode anunciar e realizar uma venda em qualquer lugar do Brasil e até mesmo uma exportação, algo muito complicado de ser feito com o uso de apenas instalações físicas.

Quanto às dificuldades e desafios ligados ao modelo de trabalho virtual, dentre outros, destaca-se: A proteção à marca do produto e empresa, que fica mais vulnerável à ataques de aproveitadores. A devida atenção aos sistemas de segurança dentro do ambiente virtual, de modo a proteger o empreendedor e seus clientes contra os golpes e fraudes praticados por criminosos.

Por último, é preciso conhecer e respeitar os preceitos legais previstos no Direito do consumidor, que regula de forma peculiar a atuação nesta modalidade de comércio. O que temos observado no nosso cotidiano é que, estes desafios e dificuldades muita vezes têm sido ignorados pelos empreendedores, levando-os a um gasto com indenizações e perdas financeiras que poderiam ser evitados a partir de medidas preventivas. 

O E-Commerce é uma grande oportunidade de trabalho e investimento na atualidade. Para ampliar as chances de sucesso, deve-se ressaltar a importância de auxílio de consultores, professores e parceiros experientes nesta modalidade, que irão auxiliar o empreendedor no processo de construção da iniciativa, reduzindo os riscos ligados ao projeto.

*Henrique R Lelis, Advogado

Direito Empresarial – Startup – Economia Criativa 

henriquelelis@henriquelelisconsultoria.com.br

www.henriquelelisconsultoria.com.br

(31) 99142-4858

Deixe seu comentário aqui: