(31) 9 9769-1491
publicidade@jornaldogutierrez.com.br

NOME DA EMPRESA

Região Oeste recebeu a 28ª edição da Expocachaça

Completando 21 anos , a feira no Expominas, na Gameleira, recebeu 60 mil pessoas

Por: Jornal Gutierrez No dia: Em: Capital

De 7 a 10 de junho, Belo Horizonte recebeu a maior e mais importante feira de cachaça do mundo. Considerada a vitrine mundial da bebida, a Expocachaça, que ocorre no Expominas, Gameleira, Zona Oeste de BH, comemora 21 anos em 2018 e espera receber um público 60 mil pessoas nos quatro dias de festival. A feira recebeu produtores de Minas Gerais e outros 20 estados, apresentando diversas marcas da bebida para comercialização, totalizando 150 expositores. Além disso, o sucesso do evento está na sua concepção de Feira e Festival, que traz uma programação eclética, unindo de forma harmônica o entretenimento, cultura, gastronomia e negócios.

José Lúcio Mendes, presidente da Expocachaça, explica que a feira tem um papel de protagonista na visibilidade e no status de destilado nobre atingidos pela cachaça, retirando a bebida do gueto a que esteve relegada por muitos anos, promovendo sua divulgação nos mercados interno e externo. "O sucesso do evento está na sua concepção de Feira e Festival, com uma proposta aberta a novos expositores e uma programação mais eclética e complementar, em que negócios, lazer, entretenimento, gastronomia, turismo, cultura e espetáculo interagem e convivem em harmonia", ressalta.

Um dos destaques desta edição são os 75 anos da cachaça Havana, que lançará uma garrafa comemorativa durante a feira. Além disso, essa edição marca também a comemoração dos 85 anos do Sindibebidas, 70 anos dos Alambiques Santa Efigênia, além dos 30 anos da ANPAQ (Associação Nacional dos Produtores e Integrantes da Cadeia Produtiva e de Valor da Cachaça de Alambique).

Segundo Geraldo Santiago, diretor da Havana, esta é uma data muito importante e merece ser comemorada à altura. "Por isso resolvemos, pela primeira vez, lançar essa garrafa especial comemorativa. A edição é limitada e as garrafas são numeradas de 1 a 1000. Não poderia ter palco melhor para esta festa que a Expocachaça, evento tão importante para o nosso setor."

Outro destaque deste ano é a presença da carreta Alambique-Escola Brasil de capacitação e aperfeiçoamento da mão-de-obra da cadeia produtiva e de valor do agronegócio da cachaça. A iniciativa atende a demanda dos estados, levando até os produtores o conhecimento necessário para produzirem com qualidade e dentro dos padrões legais exigidos pelo mercado de bebidas destiladas no mundo, tornando a cachaça um produto mais competitivo. O projeto é uma realização do CBRC - Centro de Referência da Cachaça, a Truckvan, com a parceria da empresa Alambiques Santa Efigênia e EMATER-MG. Ela conta com um alambique de cachaça, coluna de álcool, laboratório, sala de aulas para 15 alunos, biblioteca e videoteca.

Outro destaque da Expocachaça é a 12ª. edição o Brasil Bier, festival que acontece dentro da feira e que apresenta as principais microcervejarias do cenário nacional. Os ingressos poderão ser adquiridos antecipadamente, através do site www.expocacahaca.com.br, ou na bilheteria. Os valores são R$40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia). A 28ª edição da Expocachaça conta com a parceria da Liberdade FM, apoio da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e o patrocínio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, Suggar e Governo de Minas.

7ª Avaliação às Cegas

A Feira contará também com a 7ª Avaliação com Degustação às Cegas e Classificação das Cachaças dos Expositores da 28ª Expocachaça. O concurso é realizado por profissionais altamente qualificados e coordenados por Lorena Simão, do LABM – Laboratório Amalize Maia, Renato Frascino, coordenador de diversos cursos de bebidas e técnico sensorial de alimentos e bedidas, e Renato Costa, presidente da ABS – Associação dos Somelieres do Brasil – MG.

Segundo José Lúcio, o objetivo é avaliar a evolução e a qualidade dos produtos das diversas regiões produtoras de cachaça do país, presentes no evento, sob o ponto de vista sensorial e organoléptico, sinalizando para o mercado brasileiro e internacional o alto nível da produção da bebida em suas diversas categorias e apresentações.

 

Deixe seu comentário aqui: